Mupi_rbmaportoHub.jpg

Inaugurou hoje e inaugurou bem. A plataforma Red Bull Music Academy instala-se e contagia a cidade, com ponto de partida na Rua Cândido dos Reis, para a tão ansiada edição Red Bull Music Academy Porto Hub, em curso até ao dia 12 de Fevereiro.

Os eventos nocturnos da Red Bull Music Academy Porto Hub serão distribuídos cirurgicamente pela cidade. Haverá uma irrigação contínua de música pelos principais espaços da noite portuense. O sangue do Red Bull Music Academy Porto Hub, a pulsar nas veias da Invicta.

A programação inicia-se dia 9 de Fevereiro no consagrado Passos Manuel. O showcase da Reactable abre o caminho ao hip-hop, ritmo que se instala na primeira noite. Serial é quem inaugura a festa, seguindo-se Ommas Keith, produtor californiano. A segunda noite, 10 de Fevereiro, empurra-nos para outros caminhos. O projecto português Buckskins será a primeira actuação no Plano B. Appleblim traz depois o dubstep britânico até ao espaço da Rua Cândido dos Reis. A Hit + Run e o artista portuense Oker são os nomes que podem vir a serigrafar as vossas t-shirts. Tudo ao vivo e em número limitado. Para o Gare a 11 de Fevereiro, a terceira noite acorda com Santo Ovídeo Grime. Depois, os pratos giram com o mítico A Guy Called Gerald. A febre de Sábado à noite (dia 12 de Fevereiro) vai ser passada no Indústria, um dos mais antigos “clubs” da cidade. The Shine, banda afro-beat do Porto e depois o DJ, produtor, DâM-FunK, preparam o fim de festa para o lisboeta DJ Ride. Nesta última noite as serigrafias de Hit + Run voltam a atacar as t-shirts, desta vez dividindo a tarefa com & Ivar Kung e Filipe Mesquita.
Todas as noites do evento têm a presença de dois convidados: Mc Maze + Capicua.

O QUE É O RED BULL MUSIC ACADEMY PORTO HUB?

O Porto é, como toda a gente sabe, uma nação. Orgulhosa, criativa, independente e histórica. A Red Bull Music Academy aprecia e cultiva esses valores. Depois de ter oferecido a Lisboa dois Red Bull Music Academy LX Tasters, em 2008 e 2009, a Academia ruma agora a norte. O último LX Taster transformou uma antiga rotativa instalada numa agora reinventada zona industrial do centro da cidade de Lisboa num estranho mas funcional laboratório de criação electrónica. Na Invicta, recuperam-se agora antigos armazéns de tecidos para vestir um novo conceito, o Red Bull Music Academy PORTO HUB: ponto de encontro entre nomes históricos da música, nacionais e além-fronteiras, dispostos a ocupar lugar num mítico sofá para daí transmitirem conhecimentos, histórias e experiências a uma plateia ávida de referências.

Ao longo de uma semana, o Porto vai respirar a mesma atmosfera que a Red Bull Music Academy tem criado em cidades como Roma, Toronto, São Paulo ou Londres – o de uma vibrante academia, aberta ao futuro, respeitosa do passado, actuante no presente.
A Red Bull Music Academy procura sempre o coração das cidades. O pulsar pode estar adormecido num velho quarteirão onde funcionavam jornais ou em edifícios que ainda guardam os ecos de máquinas industriais, como aconteceu em Londres ou Barcelona, mas é aí que a Academia normalmente procura o terreno fértil para semear as suas inovadoras propostas. No Porto, a Red Bull Music Academy Portugal descobriu três antigos armazéns de tecidos situados numa zona que hoje também alberga algumas das mais interessantes propostas do panorama de animação nocturna da cidade. Será nessas ruas que os 80 participantes seleccionados pela Academia e ainda os vários agentes da modernidade musical convocados para o evento trocarão ideias, experiências e desafios. O Red Bull Music Academy PORTO HUB alastrará a sua vibração particular a outros pontos cardeais da Invicta.

Serão dois os tempos do Red Bull Music Academy PORTO HUB, que evocam aliás o ritmo com que provavelmente se regiam as vidas dos antigos trabalhadores dos armazéns de tecido: durante o dia trabalha-se, neste caso o espírito criativo, com lectures ou palestras assinadas por protagonistas ilustres do universo musical, oficinas, sessões práticas de estúdio e showcases – como o da mítica Reactable, prova concreta de que o futuro pode existir hoje mesmo e estará no Porto.
Om’Mas Keith, membro do visionário colectivo Sa-Ra Creative Partners, Appleblim o dubstepper sem limites, o compositor TóZé Brito e senhor da “Indústria”, o pioneiro A Guy Called Gerald, o Eurico A. Cebolo pedagogo cujos livros funcionaram como porta de entrada na música para muita gente, o Embaixador do Boogie Funk de Los Angeles DâM-funK convidados que ocuparão lugar no já mítico sofá, espaço mágico de partilha de segredos, histórias e experiências; Exclusivas aos participantes convidados.
Pela noite chega outro tempo, o de alimentar o corpo com as vibrações produzidas pela música – haverá uma verdadeira rede HUB de clubes onde acontecerão live acts, concertos e dj sets assinados por agentes de diferentes proveniências, mas com idêntico entusiasmo criativo.

CÂNDIDO DOS REIS

Como já se deu a entender, a Academia acredita que a história se prende aos espaços e lhes marca a personalidade. A zona onde estará instalado o quartel general do Red Bull Music Academy PORTO HUB tem tradições boémias pelo menos desde a segunda metade do século XIX quando artistas, escritores, políticos e livres pensadores percorriam as ruas em busca de animação. Na mesma área, e durante o dia, é também visitável a Biblioteca Musical, na rua que usa o nome de um famoso conspirador e figura importante na Implantação da República que muito provavelmente calcorreou a zona no seu tempo, Cândido dos Reis.

É aí que se situam os três armazéns que serão ocupados pelo Red Bull Music Academy PORTO HUB: um estará reservado para a lecture room, exclusiva para os participantes e convidados; outro terá um estúdio de produção musical com equipamento state of the art que muito provavelmente só em sonhos está ao alcance da maior parte dos bedroom producers; e por último, haverá um espaço aberto ao público com lounge, estúdio de rádio e galeria de arte.

RBMARADIO.com OBLÁ FM

A Oblá FM é uma rádio criada pela Red Bull Music Academy a pensar no Hub do Porto, que se poderá sintonizar em 102.1 FM, das14h às 24h, durante todo o evento. Terá entradas em directo na Antena 3 e live-streaming na Antena 3 Dance. O resto do planeta poderá sintonizar-se em RedBullMusicAcademyRadio.com para uma hora diária durante o evento das 20H00 às 21H00 e ouvir on-demand toda a programação pós evento. A programação é ambiciosa: entrevistas, DJ-sets e live-acts dos artistas convidados, mas também de activistas musicais da cidade. Tudo organizado pela equipa do Ginga Beat – programa nacional da Red Bull Music Academy Radio transmitido na Antena 3.

O CONSPIRADOR

Durante todo o evento será distribuído na cidade, o jornal “O Conspirador“, que além de conter a programação completa e detalhada e informações úteis sobre os eventos, incluirá ainda histórias secretas do Porto. Vinte páginas de música pensadas por um colectivo de jornalistas e activistas locais.

A ARTE NO HUB

A música é arte invisível tal como as artes plásticas são música para os olhos. A Academia acredita na contaminação entre as duas linguagens e por isso mesmo haverá lugar de destaque para as artes visuais no HUB da Academia. Foram convidados cerca de vinte e dois - designers, ilustradores, arquitectos e writters - para intervir em vários locais interiores e exteriores ligados a este evento:

HUB.WHO?
Mónica Santos vai criar uma peça-logótipo da Red Bull Music Academy especificamente para o evento. Luís Dourado irá intervir no estúdio de som com trabalhos de grande formato. Rita Gomes terá três intervenções: uma com stickers, uma instalação a partir de jornais na sala Work_Station e ainda um grande tapete que ligará visualmente, no exterior, os dois espaços do evento.
Phillippe Santos, João Bento Soares e Maria Helena vão pintar, a partir das suas ilustrações, os gradeamentos de protecção dos espaços do Red Bull Music Academy PORTO HUB. Mário Vitória apresentará algumas obras num Estúdio de sonho, num roof de acesso exclusivo a participantes.

SERIGRAFIA AO VIVO
Oker e os ilustradores Ivar Küng e Filipe Mesquita são alguns dos artistas portuenses que vão colaborar com mais um projecto convidade o projecto Hit + Run, outra presença no Hub. Criado em 2005 pelos artistas Brandy Flower e Mike Crivello, o Hit + Run foi das experiências em pequenas festas de serigrafia nas suas casas até às participações em eventos independentes dentro da comunidade criativa de Los Angeles. A crew Hit + Run viaja agora pelo mundo todo com o seu estúdio de serigrafia.
No Red Bull Music Academy PORTO HUB, vão criar uma edição limitada de 300 t-shirts únicas. Nas duas sessões de serigrafia ao vivo (10 de Fevereiro, no Plano B, e dia 12, no Indústria), os convidados terão à sua disposição várias opções de design que podem combinar e dispor como quiserem. O projecto Hit + Run já imprimiu trabalhos de mais de 300 artistas, entre os quais Kofie, Cody Hudson, Shepard Fairey, Maya Hayuk, Mear e Kozyndan.

UMA RESIDÊNCIA IMPROVÁVEL
A arte no Hub não se fica por aqui. A Red Bull Music Academy desafiou artistas de rua, arquitectos, músicos, artistas vídeo e outros criativos para, durante um curto período de tempo, ocuparem um imóvel vazio, no centro histórico da cidade do Porto.
O projecto, baptizado Residencial M (música), é um projecto de residências artísticas efémero, informal e de experimentação. As portas desta residencial diferente estarão abertas ao público, das 14h00 às 20h00 de 10 a 12 de Fevereiro na Praça da Batalha, nº1, para que todos possam observar ao vivo o processo criativo dos artistas.
Um corpo emprestado. Um espaço vazio, velho, desabitado é o cenário que muitos cidadãos evitam, mas que mentes inquietas procuram. Os artistas convidados vão reinventar um imóvel, dando-lhe temporariamente a oportunidade de rejuvenescer e de se mostrar como um único corpo, renovado e montado por diversos prismas da criatividade:

» Inês d'Orey (fotografia)
» Ana Luandina (fotografia)
» ±MAISMENOS± (instalação)
» Miguel Tavares (instalação/audio arte)
» Ivo Teixeira (instalação/audio arte)
» Inês Gama (performance)
»Crere (estuques)
» Skrei (arquitectura)
» Blob (eventos sonoros)
» Shooters produções (vídeo)

UMAS DAMAS AFLITAS
O Red Bull Music Academy PORTO HUB convidou para uma colaboração a galeria Dama Aflita. O espaço do Hub irá receber uma selecção de trabalhos dos artistas da galeria – que se destaca por ser a única na cidade dedicada exclusivamente à ilustração e ao desenho, e que é gerida por ilustradores activos, os mesmos que têm levado a cultura visual do Porto além-fronteiras. Contará com ilustrações do projecto colectivo de Júlio Dolbeth e Rui Vitorino dos Santos, a Pandora Complexa.
A Dama Aflita, tal como a Red Bull Music Academy, harmoniza o que localmente se produz com fenómenos globais contemporâneos, pelo que esta simbiose se reveste de todo o sentido.

O PORTO HUB é um showcase do melhor espírito da Red Bull Music Academy:

A edição internacional da Academia terá em 2011 lugar em Tóquio, um dos centros do mundo que vive da e para a música. A fase de candidaturas para a edição internacional arranca a 2 de Fevereiro e termina a 4 de Abril. O Red Bull Music Academy PORTO HUB pretende ser uma rampa de lançamento para a edição nipónica. Tóquio, como o Porto aliás, é um local visionário, sofisticado e exigente.
Mantenham-se ligados ao blogue, Twitter e Facebook da Red Bull Music Academy para actualizações constantes do caminho que conduz ao país do sol nascente.
Mais info em: http://www.redbullmusicacademy.com/academy-info/what-is-the-academy/

São bastantes as surpresas que iremos revelar nos próximos dias, mas podes ver aqui o MAKING OF da edição que arrancou... Hoje! 

www.redbullmusicacademy.com
www.redbullmusicacademyradio.com

Detalhes