Coma_Dakar 2012

11.ª Etapa - Arica a Arequipa

Ainda que o Rally Dakar esteja em novo território, no Peru, a batalha na corrida continua a seguir a mesma velha história. O jogo do gato e do rato entre Cyril Despres e Marc Coma foi, mais uma vez, praticado a todo o ritmo.

"O Marc e eu tínhamos hoje uma verdadeira batalha e trocamos a liderança várias vezes ao longo do percurso. Eu estava finalmente em condições de ganhar a etapa cronometrada da segunda especial. Se continuarmos assim a trocar a liderança em dias alternados, a corrida vai ficar estimulante. Acho que torna a competição emocionante para os espectadores, mas para nós é muita tensão. "- Cyril Despres

null

 

"Tivemos que lidar com um terreno complicado na etapa, havia terra, areia e pedra espalhadas por todo o caminho. Eu ainda estou a tentar dar o meu melhor para vencer esta corrida e tenho três dias para dar tudo. É difícil definir uma estratégia quando o Cyril está com toda a força na frente da corrida, mas estou feliz por poder segui-lo."- Marc Coma.

Na corrida de carro, Giniel de Villiers continua a dar o seu máximo. O sul-africano tem lutado para uma posição de pódio, o que é um feito notável considerando que está a dirigir um Toyota Hilux na sua estreia no Dakar.

"Foi um bom dia para nós e subimos um lugar na classificação geral. Já atingimos o Peru, mas ainda estamos muito longe de chamar à reta final. Toda a equipa precisa de focar-se para mantermos a posição e de nos fazer chegar à meta em boas condições. Chegar ao fim do Dakar numa classificação de pódio, seja ela qual for, vai saber a vitória. Mas primeiro temos que terminar as etapas que ainda estavam para vir"- Giniel de Villiers

null

 

Havia, finalmente, alguns motivos de comemoração para a equipa da Kamaz na 11.ª etapa do Rally Dakar 2012. A primeira etapa de sempre do clássico do deserto no Peru foi vencida por Andrey Karginov. O piloto russo permanece em quarto lugar na classificação geral, enquanto prepara um salto ao pódio nos últimos dias do campeonato.

Parece ser possível antecipar mais uma vitória no Dakar para o argentino Alejandro Patronelli, piloto de quad. O campeão do ano passado tem uma vantagem de mais de uma hora em relação ao segundo lugar, ocupado pelo seu irmão Marcos.

Números da 11.ª etapa em destaque - 1 hora, 50 minutos e 40 segundos

O sonho do piloto americano Robby Gordon de vencer o Dakar no seu Hummer parece ter sido ser oficialmente adiado por mais um ano. Robby ignorou a ameaça de desqualificação da corrida, mas um problema mecânico na 11.ª etapa provou ser a gota de água. Robby fez um bom trabalho na classificação final, mas terminou a etapa de hoje uma hora, 50 minutos e 40 segundos atrás do líder Stephane Peterhansel. Mais sorte para o próximo ano Robby!

 

O artigo foi escrito segundo o novo acordo ortográfico.
 

Detalhes